segunda-feira, 16 de março de 2009

Acupuntura, um tratamento milenar?


No meio do caderno de tv&lazer do Estadão dos domigos há um anúncio de página inteira de um acupunturista.  Começa com a afirmação Tratamento Milenar ao lado de um daqueles símbolos Yin-Yang. Não bastasse a hilária observação Fala Português junto ao nome do Prof. Liu, para mostrar que é coisa séria está seu número 36325 de matrícula no CRT. CRT? Conselho Regional de Terapeutas? Eu achava que essa profissão não tinha conselho... 
E não tem mesmo: Segundo o SINTE, Sindicato dos Terapeutas, "CRT é a marca registrada que abrevia CRT - CARTEIRA DE TERAPEUTA HOLÍSTICO CREDENCIADO, a qual atesta a filiação ESPONTÂNEA do profissional ao SINTE - SINDICATO DOS TERAPEUTAS, o que resulta em compromisso contratual ao cumprimento dos requisitos éticos e qualitativos de seu órgão de classe." O próprio SINTE exclarece:"O fato do Terapeuta Holístico possuir ou não CRT - CARTEIRA DE TERAPEUTA HOLÍSTICO CREDENCIADO - ou estar filiado a qualquer entidade de nossa área, do ponto de vista legal, é irrelevante, uma vez que inexiste obrigatoriedade por Lei Federal.", ou seja, o número apresentado pelo Prof. Liu (assim como de todos os demais acupunturistas que o divulgam) não tem nada a ver com autorização para o exercício da profissão. É usual nas profissões regulamentadas na área de saúde os profissionais apresentarem seu número de registro junto ao conselho profissional, o CRM dos médicos, o CRO dos dentistas. No entanto, o CRT seguido de um número atesta a filiação a um sindicato. Com certeza as pessoas que registraram a marca CRT pensavam em CaRTeira, jamais em fazer os incautos pensarem que se trata de um Conselho Regional de Terapeutas Holísticos... A pseudociência agora inventou o pseudoregistro profissional!!!

O anúncio apresenta resultados de emagrecimento devido a tratamentos com acupuntura, mas esclarece: "Utilizando um método natural e sem medicação, a pessoa aprende a buscar o equilíbrio geral do organismo através da reeducação alimentar e da mudança de hábitos trabalhando com a ansiedade do paciente". Ou seja, além da acupuntura o prof. Liu prescreve uma dieta. Manter uma dieta é um exercício mental muito difícil, e é mais fácil motivar um paciente espetando agulhas e convencendo-o que é isso que o emagrece do que conversando. No entanto, não é a "liberaçào de pontos de gordura" devido à acupuntura que causa a diminuição do peso. 

Acupuntura é uma técnica de inserir e manipular agulhas muito finas em pontos específicos do corpo com fins terapêuticos ou para reduzir a dor. Segundo a hipótese da medicina chinesa tradicional, esses pontos ficam em meridianos por onde flui a energia vital Qi. Esses meridianos não correspondem a nenhuma estrutura anatômica no nosso corpo. Apesar de numerosos estudos, nunca foi demonstrado de forma convincente que a acupuntura tem um efeito maior que o placebo. Dez entre dez adeptos de Medicina Complementar e Alternativa recorrem à acupuntura ou suas variantes auriculares para os mais diversos fins. Seus praticantes como o prof. Liu a reverenciam como uma técnica milenar chinesa. Será?
Um artigo recente no Skeptic coloca em dúvida a idade e a origem da acupuntura. Estudando os documentos mais antigos disponíveis, o renomado sinólogo Paul Unschuld passou a suspeitar que na verdade a idéia da acupuntura pode ter se originado do grego Hipócrates de Cos e depois ter se espalhado na China. Os textos médicos chineses mais antigos (esses sim milenares), do século 3AC não a mencionam. Na verdade a tecnologia necessária para fazer agulhas finas de aço só passou a existir há aproximadamente 400 anos. O primeiro ocidental a mencionar a acupuntura, Wilhelm ten Rhijn, em 1680, não mencionou pontos específicos nem Qi. Através do início do século XX, nenhum relato ocidental de acupuntura menciona os pontos. As agulhas eram inseridas próximo ao ponto da dor. Qi era o nome que os chineses davam ao vapor que sai de comida quente. O francês George Soulié de Morant foi o primeiro a usar o termo "meridiano" e relacioná-lo à energia Qi em 1939.

Tudo indica que a acupuntura como é praticada atualmente não é milenar, provavelmente não é chinesa, e seus praticantes brasileiros apresentam um número de registro que não é de um conselho profissional. Mas afinal, para muita coisa não precisamos de mais que um efeito placebo...

30 comentários:

Anônimo disse...

parabéns pela postagem e pelo blog!
conheço o blog de vocês a pouco tempo mas já sou fã.
a primeira vez que vi esse blog não conseguia mais parar de ler.

Samuel disse...

Excelente a sua espetada (sic) na acupuntura!

rube disse...

Prezado ,sugiro que lei mais sobre Acupuntura. Sugiro os livros:
1-autor YSAO YAMAMURA-Presidente da Assocciação MÉDICA BRASILEIRA DE ACUPUNTURA.
2- Livros internacionais ,traduzidos na nossa língua, de GIOVANNI MACIOCIA , CONFERENCISTA NA EUROPA E NOS ESTADOS UNIDOS .

Anônimo disse...

Você é muito incrédulo e não cede às evidências aurais de que existem muito mais coisas entre o céu e a terra do que sua vã ciência.
Certamente você não acredita em duendes, ovnis, abdução, homeopatia, jesus cristo, buda, alah, jeova, hahnemann, zeus,uri geller, terapia floral, telepatia, iemanjá, yang e yen, levitação, maluf, bush e objetivo .
Vou escrever a papai noel (aposto que não acredita nele também) para trazer para você os livros do rube.
Na certa acredita no Darwin e nem leu os sérios argumentos de Michael Behe. Por isso vou pedir para que papai noel envie também "A caixa preta de Darwin" do iluminado autor. Saudações saturnianas.

Rodrigo disse...

Excelente post, meu amigo!
Rodrigo

Joao disse...

Boa agulhada na acunpuntura. Tenho me interessado em encontrar artigos que mostrem a sua eficacia (ou ineficacia na practica) e não tinha parado um momento para pensar se a historia batia certo.

marcelo disse...

O papel de uma pessoa bem informada é publicar informações nas quais existe embasamento para tal. O fato de continuamente publicar posts com a cansativa afirmação de que a acupuntura é placebo, nos mostra que provavelmente quem escreveu isso não lê trabalhos científicos, e provavelmente não é bem informado. O fato é, como explicar experimentos em modelos animais no qual a acupuntura apresenta efeito? Placebo? Ou seja, o rato está convencido de que as agulhas são seu tratamento.
Voltamos a estaca zero.
Publicar posts sem conhecimento e citar textos de autores não-pesquisadores nos mostra que quem escreveu isso é desinformado.
Sugiro que entre no www.pubmed.com e faça uma "pequena" busca em artigos publicados com acupunture.
Comece pelo do Ji-Shen Han, de 1980, que retirou liquor de coelhos que fizeram acupuntura e injetou em coelhos que não fizeram e o resultado foi que esses animais que receberam o LCR dos coelhos que fizeram acupuntura apresentavam analgesia. Será placebo? Ou opióides endógenos? Faça sua escolha.

Anônimo disse...

Afinal acupuntura é aconselhavel ou não como tratamentos diversos?

Otilia disse...

Veracidade ou especlações ... defende seu negócio como a maioria, certo ?
E se aproveiassemos o que cada especilaidade tem de melhor face a cada situação ???? Talvez o problema esteja na falta de regulamentação

NIÑO disse...

Carissimo colega, Seu conhecimento em acupuntura, assim como em História da china e suas civilizações.É tão grande como o conhecimento de um macaco com relação a medicina. Se vc quer informar sobre a possivel charlatanice de alguns pseudo terapeutas é uma coisa. Mas deturpar uma arte milenar com informações não precisas ou da qual vc não domina é outra coisa. Para seu conhecimento e o de todos aqui os primeiros relatos sobre acupuntura aparece na Obra denominada hoje de Nei Jing ( Clássico do Imperador Amarelo)Esta obra é considerada um dos livros fundamentais da medicina tradicional chinesa. Divide-se em dois livros, de 81 capítulos cada um:
O Su Wen "Tratado de Medicina Interna" e o Ling Shu "O Pivot Maravilhoso" estas obras tratam sobre concepção sobre a patologia humana suas causas e tratamentos ciclos circadianos (Yin/Yang) e ciclos infra e ultradianos (“a grande circulação da energia” que obedece aos cinco elementos e o ciclo vital) que delimitam a relação dos órgãos internos com as fases do dia ou períodos comuns da vida humana envolvendo o nascimento, maturação sexual e envelhecimento.Historiadores da china acreditam que o Nei Jing tenha sido realmente escrito por um grupo de médicos do Período dos Reinos Combatentes, (dinastia Chou orientais, 721-256 Ac.) (Horn; Sussman) , época associada à conquista do ferro. apesar do Os primeiros papéis produzidos na China datam o séc. II de nossa essa e outras obras era também foram descobertos em antigo sítio arqueológico do período Han (estampados em tabuinhas que resultaram na invenção da xilografia) A versão mais conhecida do Nei Jing é a da dinastia Tang (618-906 DC) é uma das mais conhecidas graças ao poder e riqueza dessa época, contudo a versão mais antiga (clássica) corresponde à dinastia Han. Ancupuntura como é hoje encontrou respaldo nos achados recuperados em 1973 durante as escavações arqueológicas do túmulo nº3 em Mawangdui Changsha, província de Hunan.(feitas pelo arqueologo e historiador Prof Fu Weikang). Sobre a fabricação do aço essa se deu na china durante a dinastia Han. As primeiras referências à fundição do ferro são anteriores à esta, correspondem a dinastia Chou 513 aC.Contudo nada impede a prática da acupuntura com agulhas de bronze (2000 aC.) ou mesmo pedra e ossos.Também é sabido que alguns acupunturistas famosos no passado usaram e abusaram de agulhas confeccionadas em Ouro.

Anônimo disse...

este prof. liu ainda atende alquem sabe o endereço e telefone e cidade

Débora Marilac disse...

Em qualquer ramo teremos vigaristas. Seja na acupuntura, seja na física, etc.

Não sou de nenhum deles. Mas é de espantar o preconceito e a baixa honestidade intelectual desta postagem.

Leandro R. Tessler disse...

Cara Débora,
Hesitei um momento antes de aprovar a publicação desse comentário. Mas dado que o comentário veio assinado, entendo que sua afirmação não é um ataque pessoal.
Solicito que indique onde há preconceito ou "baixa honestidade intelectual" para que eu possa mostrar que suas duas afirmações carecem de fundamento.

Leandro R. Tessler disse...

Em tempo, esse é para Niño, que compara meu "conhecimento em acupuntura, assim como em História da china e suas civilizações.É tão grande como o conhecimento de um macaco com relação a medicina". ele pode ter razão. Não sou médico nem sinólogo. Só que quem colocou em dúvida a idade e origem da acupuntura foi ninguém menos que Paul Unschuld, uma das maiores autoridades mundiais em antropologia médica e especialista em China. Ele é autor de vários livros e artigos sobre medicina chinesa. Casualmente ele publicou um extenso livro (que recomendo) sobre o Nei Jing e respeitado nos círculos acuputurísticos.
Deve ter macaco por aí craque em diagnóstico diferencial, não?

Dr. Hugo I. Tizura disse...

Bom galera, cheguei até este blog pois estou procurando a "explicação" para o termo "CRT"... agradeço ao esclarecimento... mas quanto a definição da eficácia ou não da acupuntura e etc...quero dizer o seguinte: Sou Fisioterapeuta, uma das profissões que podem utilizar desta técnica, apesar de não trabalhar nem ter aprofundado na acupuntura, posso lhe garantir alguns fatos.
o Primeiro é que resultados existem, com ou sem embasamento científico...
Segundo - se o efeito for "placebo".. recomendo que você leia o livro "BIOLOGIA DA CRENÇA".
Sou formado há 2 anos, e estou me especializando em OSTEOPATIA ( manipulações articulares, neurais, viscerais... etc).... e é EXTREMAMENTE interessante estudar as "energias" que existem ao nosso redor. Vc nunca ficou ao lado de uma pessoa e de uma hora para outra você começou a se sentir "mal"... ou indisposto?
pois eh... o mundo todo.. trabalha com isso.. trocas de energias...

Anônimo disse...

A labirintite só é curado com a acupuntura, e outras doenças também.
As pessoas que criticam a acupuntura ainda não precisaram de curas extraordinárias como só a medicina chinesa pode oferecer.

Anônimo disse...

Você tem o telefone e endereço do Prof. Liu? Por ventura é o mesmo que atendia, ou atende na Rua 3 de Maio, 241 em Vila Clementino - Sp?

Anônimo disse...

Já fui socorrida pela acupuntura por diversas vezes e por médicos diversos. Não posso deixar de dizer que, certo dia, cheguei ao consultório do Dr. Liu com muita dor na perna, quase sem andar e foi ele quem me curou. A dor que senti aquele dia eu nunca mais senti. Procure se informar, meu caro.

Anônimo disse...

Com o Prof Liu consegui emagrecer oito quilos em dez sessões de acupuntura, o suficiente para ter o peso que almejava, ele prescreve sim uma dieta, mas com o auxílio da acupuntura foi fácil de seguir, perdi a ansiedade que gerava a compulsão alimentar. Ele é chinez e fala portugues não tão fluente, mas possível de entender.

Fabiana disse...

Leandro, vc deveria pesquisar mais antes de escrever tanta besteira. O Acupunturista não tem um Conselho por essa profissão ainda não ser regulamentada e não por charlatanismo.
E te digo mais: se o efeito for placebo, qual o problema? Placebo cura, tira dor, emagrece, equilibra e é isso que o paciente busca.
Acho que vc foi infeliz no seu artigo carregando-o de alguma mágoa... Só pode! Escreve bem, parece ser inteligente e dá uma mancada dessas.
Faz uma coisa: marca uma sessão de acupuntura tradicional (com um profissional que tenha estudado medicina chinesa e não medico que decora protocolo), faz uma sessão livre de pré conceitos e volta aqui pra contar.

Leandro R. Tessler disse...

Fabiana,
Em lugar algum do texto eu associei a ausência de Conselho com charlatanismo. Eu sim associei com má-fé usar um número do sindicato dando a entender que se trata de número de registro profissional. Espero que a profissão de Acupunturista não venha a ser regulamentada, assim como espero que não se regulamente a profissão de Placebista.
Ninguém acometido de uma doença ou mal-estar procura alguém em busca de um placebo. É irresponsável um profissional da saúde usar somente o efeito placebo como recurso terapêutico.
Não tenho mágoa nenhuma em relação aos acupunturistas. Só estou seguro que não é equilibrando o fluxo de Qi pelos meridianos que se curam as doenças. Vários amigos e conhecidos recorrem a essa terapia.
Só uma coisa: não marcarei a sessão de acupuntura tradicional. Quando estou doente prefiro recorrer a pessoas que dentro de suas limitações conseguem ligar causa e efeito e recorrer a terapias com base científica.

Daniel Della Savia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leandro R. Tessler disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Della Savia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Leandro R. Tessler disse...

Caro Daniel,
Eu realmente aprecio sua atitude em retirar o comentário agressivo. Para mostrar isso eu também retirei a resposta.
Debates científicos devem ser feitos em alto nível e com um profundo respeito pelas pessoas que têm opinião diferente da sua.

Vamos por partes:
1) A OMS não reconhece eficácia de tratamentos, mas faz recomendações para proteger as pessoas de riscos desnecessários. A comunidade de quiropraxia adora dizer que a prática deles é reconhecida pela OMS, quando na verdade toda a documentação da OMS sobre o assunto é sobre como não submeter os pacientes a riscos.

2) Eu nunca vi um estudo sério aleatorizado com grupo de controle que demonstre eficácia de acupuntura melhor que placebo em mamíferos. Por favor me mande a referência e terei todo o prazer em analisar. Quem diz que animais não podem ter efeito placebo certamente não conhece meus gatos, que sem a menor dúvida percebem intenções de tratá-los bem.

3) Quero evitar referências a artigos que exigem assinaturas. Há uma longa e atualizada discussão sobre acupuntura no Skeptic Dictionary. Em resumo está claro que há casos em que espetar agulhas na pele tem efeito sobre nossa percepção da dor. Mas isso é espetar agulhas, não acupuntura. Acupuntura significa espetar agulhas em determinados pontos ao longo de meridianos para equilibrar o fluxo de Qi. Acupuntura não tem efeito melhor que o placebo.

4) A ciência não detêm o conhecimento da verdade, nem esse é seu objetivo. No entanto a humanidade já consegue entender os mecanismos por trás de um montão de fenômenos que observamos. E consegue confirmar ou refutar modelos. Por isso sabemos que não existem meridianos, nem Qi. Esse é um modelo para o corpo humano que se mostrou equivocado.

5) A ciência avança justamente porque buscamos sempre entender mais da natureza, mas para isso precisamos de uma metodologia para saber o que são fatos reais e o que é fruto da nossa sugestão ou imaginação (como é o caso da acupuntura).

6) O argumento do Tesla não é bom. Acupuntura não é algo que parece novo e surpreendente, mas uma criação cultural antiga que não resiste a um estudo cuidadoso.

Um grande abraço,
Leandro

Mariana Maru disse...

Faço acupuntura tanto com agulhas como sementes e tenho ótimos resultados para minhas dores. Só 1 dúvida.. pq será que mais e mais médicos estão aderindo à esta prática? Se não fosse eficaz não o fariam, certo? Nem todos visam somente o lucro!

Marcelo Motoyama disse...

Fiz tratamento com o Dr. Liu em 2009 e eliminei 17 kilos em 45 dias. Após isso não segui as recomendações e hoje somente após 6 anos recuperei o peso antigo. Pode até ser placebo ou simplesmente auto sugestionamento, mas percebi que a acupuntura e os métodos aplicados pelo Dr. Liu me ajudaram a controlar a ansiedade durante o processo da dieta ( totalmente natural e sem qualquer medicamento proposta por ele ) e tudo ficou mais fácil. Sou suficientemente esclarecido para tirar minhas própria conclusões. PS. Cheguei por acaso a este post pois estou procurando o Dr. Liu para refazer meu tratamento, apesar de existiram milhares de anúncios atualmente nesse sentido. Sei que com ele funcionou, Se alguém tiver o contato agradeceria informações. Nome completo do Dr. Liu Qing Guo.

B. Guertzenstein disse...

Bom, não há lei alguma que impeça o acupunturista em questão a usar o tal do CRT + numero depois do próprios nome, seja em anúncios públicos ou não. Queira ou não a lei está com ele nesse sentido, mesmo que indiretamente, se nem um juiz que está muito acima de você, legalmente falando, pode julgar o acupunturista por causa disso, imagina um físico prepotente, egoísta e egocêntrico como você. Quanto a acupuntura, eu também não acredito nessa terapêutica e meio que concordo com a essência do que escreveu, porém não a desmereço (a acupuntura), e acredito que a liberdade de escolha do ser humano deva ser respeitada, no caso e na minha opinião TODO SER HUMANO ADULTO COM A MENTE SÃ TEM O DIREITO DE ESCOLHER A TERAPÊUTICA QUE LHE CONVÉM. Enfim, foi muito antiética a sua atitude em postar a imagem do anuncio do acupunturista que pelas leis daquela época e da atual estão de acordo e dentro da justiça, você não se deu nem o trabalho de colocar uma tarja no nome do profissional (poderia, já que é seu direito opinar, porém sem ofender e ou difamar um cidadão) sorte que o tal do Liu não achou a sua postagem tendo a ideia de meter um processo em você sem as leis da física mas com as LEIS que lhe são de direito.

B. Guertzenstein disse...

Bom, não há lei alguma que impeça o acupunturista em questão a usar o tal do CRT + numero depois do próprios nome, seja em anúncios públicos ou não. Queira ou não a lei está com ele nesse sentido, mesmo que indiretamente, se nem um juiz que está muito acima de você, legalmente falando, pode julgar o acupunturista por causa disso, imagina um físico prepotente, egoísta e egocêntrico como você. Quanto a acupuntura, eu também não acredito nessa terapêutica e meio que concordo com a essência do que escreveu, porém não a desmereço (a acupuntura), e acredito que a liberdade de escolha do ser humano deva ser respeitada, no caso e na minha opinião TODO SER HUMANO ADULTO COM A MENTE SÃ TEM O DIREITO DE ESCOLHER A TERAPÊUTICA QUE LHE CONVÉM. Enfim, foi muito antiética a sua atitude em postar a imagem do anuncio do acupunturista que pelas leis daquela época e da atual estão de acordo e dentro da justiça, você não se deu nem o trabalho de colocar uma tarja no nome do profissional (poderia, já que é seu direito opinar, porém sem ofender e ou difamar um cidadão) sorte que o tal do Liu não achou a sua postagem tendo a ideia de meter um processo em você sem as leis da física mas com as LEIS que lhe são de direito.

Leandro R. Tessler disse...

Caro(a) B. Guertzenstein,
Obrigado pelo comentário. Por partes:
1. Não adianta me elogiar para tentar ganhar minha simpatia.
2. Obviamente citar um número de registro nesse contexto tem sim a intenção de dar legitimidade. A quem interessaria um número de registro num sindicato?
3. Você tem toda razão em relação ao direito de escolha das pessoas. No entanto, quando se trata de um tratamento de saúde, é perfeitamente legítimo e aceito praticamente no mundo todo que o estado deve regular tratamentos, justamente para proteger a população de procedimentos sem base científica.
4. (In)felizmente as leis da natureza não são as leis da sociedade. Não importa quantas leis sejam editadas e promulgadas afirmando efeitos da acupuntura, ela nunca foi nem será superior ao placebo.
5. Em momento algum meu texto ofende ou difama algum cidadão.
6. É lícito reproduzir um anúncio de jornal desde citada a fonte.

Abraço!

Creative Commons License
Os direitos de reprodução de Cultura Científica são regulados por uma Licença Creative Commons.