domingo, 2 de março de 2008

A fé na ciência

Um artigo com esse nome foi publicado por Hélio Schwartsman na coluna Pensata da Folha Online. Ela faz referência a seu artigo anterior chamado Ciência sob ataque, que aborda o avanço do criacionismo no Brasil. Os dois são leitura obrigatória para quem se importa com a cultura científica e educação para a ciência. É um prazer encontrar material de tão alta qualidade num órgão da grande imprensa. Como sou um eterno otimista, espero que a mensagem se espalhe e ajude a fazer a diferença.

2 comentários:

André Luiz disse...

Dois artigos sensacionais, esse cara escreve bem demais, me senti inspirado depois de ler! Valeu por divulgar, vou dar continuidade!
um abraço,
André

Gil Cleber disse...

Evolucionistas e criacionistas cometem sempre o mesmo equívoco: o de entender a ciência como uma ferramenta para propalar o ateísmo. A ciência não pode prestar-se a esse papel pela simples razão de que lhe é impossível investigar a natureza de Deus. Todo o conhecimento aduzido pela investigação científica refere-se à natureza, a tudo que pode ser de alguma forma medido. As teorias científicas que tratam da origem do Universo e da origem das espécies, hoje, estão repletas de evidências, respondem a um grande número de perguntas e, como não podia deixar de ser, já que o conhecimento humano é incompleto, deixa outras sem resposta. De posse desse conhecimento, alguns se arvoram de donos da verdade e, sem se dar conta da contradição lógica em que incorrem, propalam um ateísmo burro e intolerante em nome da ciência. Outros, tentando defender suas convicções religiosas, não se mostram abertos a um entendimento mais amplo e optam por questionar as evidências e, em não poucos casos, a incorrer em distorções e deslavadas mentiras. E a coisa continua, como numa espécie de "cabo-de-guerra" ao mesmo tempo engraçado e patético.

Creative Commons License
Os direitos de reprodução de Cultura Científica são regulados por uma Licença Creative Commons.